• Blog da Nu

Veganismo pode ser a dieta que vai salvar o Planeta

Precisamos nos atentar cada vez mais ao impacto que as indústrias de alimentação tem em relação ao meio ambiente. Para dar lugar às pastagens, cultivar soja e milho utilizado como ração na alimentação de boi, porco e frango, grande parte da natureza do planeta está sendo destruída por causa disso. É insustentável continuar atendendo a demanda mundial de carne.


Segundo um artigo publicado na Folha de São Paulo, a pecuária domina 172 milhões de hectares, ou seja, mais de 20% do território brasileiro é utilizado por ela. E De acordo com a pesquisa feita pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia, mais de 60% do desmatamento da Amazônia foi causado pela indústria pecuária. Em 30 anos estima-se que já perdemos a metade do estado do Amazonas por conta da indústria.


A Indústria Pecuária é o principal agente do desmatamento da Floresta Amazônica

De acordo com a Sabesp, empresa responsável pela distribuição de água em São Paulo, a produção de 1kg de carne bovina demanda cerca de 17 mil litros de água, enquanto para produção de 1 kg de batata, demanda cerca de 130 litros de água. Ou seja, precisamos rever nossas escolhas. O impacto da indústria pecuária é muito maior do que imaginávamos.


Se colocarmos os animais como destaque dessa análise, veremos uma frente mais cruel e nada humanizada. Por exemplo, as vacas para aumentarem a produção de leite, são manipuladas geneticamente. Além disso, o equipamento usado para ordenha-las não foi pensado para no conforto e respeito à elas. Boa parte desses animais estão sofrendo com infecções, que além de fazerem com que sofram, acaba impactando na qualidade do produto final. E quando essas vaquinhas não servem mais por causa da idade, são consideradas como “fora do prazo de validade”, e são abatidas para indústria de carne.


Já falando sobre as galinhas, no Brasil, a maioria dos ovos são produzidos por galinhas criadas em gaiolas. Elas levam suas vidas no espaço de um A4 de papel, além disso, como são um monte de galinhas presas na mesma gaiola, elas não tem espaço para se sentar, descansar e nem andar com liberdade. E enquanto galinhas que são criadas fora da indústria vivem cerca 8 anos de vida, as galinhas da indústria, vivem apenas 2 anos.


Esse assunto é muito mais sobre não comer carne, é sobre a qualidade da nossa alimentação também. Imagina o que esses hormônios não fazem no nosso organismo?! Fora isso , estamos desmatando cada vez mais, e o nosso ar? Nossa água? Nossa terra? Nossos animais?


Às vezes a gente acha que o hábito de somente uma pessoa não faz diferença, mas se cada um fizer a sua parte conseguiremos fazer uma grande mudança. Vamos repensar nossa alimentação e tornar isso cada vez mais consciente. Pensando no futuro que podemos ter! #GoVegan


Beijinhos da Nu

6 visualizações

2019 - Todos os direitos reservados Nuveg