• Blog da Nu

Estamos no ano do Veganismo!


Só no Brasil somos mais de 30 milhões de vegetarianos. Em regiões metropolitanas como São Paulo, Curitiba, Recife e Rio de Janeiro, 16% da população local declarou a retirada dos produtos de origem animal dos pratos. E esse número não para de crescer.

O The Economist anunciou que 2019 é o ano do veganismo, vendo a opinião pública que rejeita o uso e consumo de produtos de origem animal. Os veganos não evitam apenas carne e couro, mas todos os tipos de produtos de origem animal e, que foram testados em animais.


A pesquisa do IBOPE encomendada pela Sociedade Vegetariana Brasileira em 2018 revelou que o número das pessoas que adotaram alimentação vegetariana, tirando as carnes do seu cardápio, chegou até 30 milhões no Brasil, ou seja, 14% da população brasileira declarou o estilo de alimentação sem consumir animais. E este é um número maior do que as populações de toda a Austrália e Nova Zelândia juntas!


O termo "vegano” está em alta. A quantidade de buscas no Google pelo termo “vegano” aumentou 14x no Brasil em 5 anos. Já podemos comemorar temos mais de 240 restaurantes vegetarianos e veganos brasileiros, e este crescimento do mercado não é apenas no Brasil, trata-se de tendência mundial.


Curva de comportamento dos últimos 5 anos pelo termo "Veganismo" no buscador Google

O Reino Unido, apresentou o crescimento de 360% no número de veganos no país na última década (2005-2015). E nos Estados Unidos, o número de veganos dobrou em 6 anos (2009-2015). Os animais agradecem né?


Enquanto o poder da sociedade vegetariana aumenta, os supermercados brasileiros refletem essa tendência. Antigamente pra encontrar os produtos sem crueldade animal, tínhamos que passar por alguns supermercados ou por lojas bem específicas. Mas hoje em dia não é mais assim, conseguimos achar muitas versões veganas de produtos cárneos e lácteos até em mercados locais. Dá para encontrar facilmente opções de sorvetes, linguiças, coxinhas, presuntos e kibes. É possível comer super bem, com muito sabor e variedade, e todas essas opções sem nada de sofrimento animal.


Que venham mais novidades para esse segmento do mercado, e que muitos consigam enxergar a real importância da mudança de um hábito de vida.


Contato afetivo com os animais é fator determinante para a transição ao Veganismo

E você, já adotou esse estilo de vida? Compartilha com a gente a sua experiência e opinião sobre o tema.


Beijos da Nu

10 visualizações

2019 - Todos os direitos reservados Nuveg